Sobre a Fisher-Price
 
A Fisher-Price tem quase 90 anos de idade, mas vivemos cada dia como se tivéssemos cinco. Porque a única maneira de fazer coisas incríveis para bebês e crianças é se colocando no lugar deles.

Como tudo começou

Era uma vez (em 1930) um homem chamado Herm Fisher, que acreditava que o mundo precisava de brinquedos melhores. Brinquedos que "estimulassem a imaginação, que fizessem algo novo, que fossem surpreendentes e engraçados". Então, ele uniu forças com Irving Price e Helen Schelle. A primeira linha de brinquedos foi chamada de “16 hopefuls” (Os 16 promissores) e incluía alguns patinhos.

 

Desde então, apresentamos o que agora é conhecido como equipamentos para bebê – tudo o que um chá de bebê precisa ter e ajudar os bebês (e os pais) a relaxarem e aproveitarem os primeiros meses.

 

Também nos lembramos de como tudo começou – o que colocaria um sorriso em Fisher, Price e Schelle. Os brinquedos mudam, os equipamentos para bebês evoluem e a tecnologia se transforma, mas uma coisa permanece a mesma: as crianças sempre querem se divertir.

O Laboratório de Brincadeiras

Por trás de tudo aquilo que fazemos, está o nosso Laboratório de Brincadeiras. Desde 1961, convidamos as crianças para brincar. Para fazerem barulho, apertar todos os botões, derrubar todos os blocos e colocar os "vilões” para correr. E, enquanto fazem tudo isso, nossos especialistas em pesquisa infantil, designers e engenheiros presenciam essas pequenas mentes brilhantes trabalhando, e observam tudo o que eles aprendem, implantando isso em detalhes e recursos que tornam cada interação com nossos equipamentos e brinquedos tão recompensadores e DIVERTIDOS quanto possíveis!

Vamos ser Crianças!
 
Lembremos como era ser criança. Quando tudo no mundo se transformava em brincadeira e apenas um pouco de imaginação era necessário para fazer algo realmente divertido acontecer. Voltemos a rolar no chão, a pendurar em árvores, paremos um pouco de crescer e sejamos um pouco mais crianças. Brincar é um hábito que nos faz crescer. E para ele podemos sempre retornar.