Mitos da nova maternidade
Por Laura E. Stachel
Se a sua data prevista de parto se está a aproximar, é provável que esteja constantemente a sonhar com o nascimento perfeito, o bebé perfeito e a sua imagem de se tornar a "mãe perfeita". Embora seja tentador visualizar o seu cenário ideal, também é importante reconhecer as realidades do que implica ser mãe pela primeira vez e distinguir os factos da fantasia. Aqui tem alguns mitos frequentes acerca do parto e da maternidade precoce.

Mito 1: Consigo controlar o trabalho de parto.
Um dos poucos aspetos previsíveis acerca do parto é que ele não é previsível. Cada trabalho de parto é uma viagem única em si e é difícil saber exatamente o que esperar. Alguns casais escrevem planos de nascimento detalhados, numa tentativa de antecipar cada cenário de parto possível. Muitas mulheres estão determinadas a não tomar qualquer medicação para as dores e sentem-se umas falhadas se mudarem de opinião durante o parto. Embora seja divertido pensar nas suas preferências para o trabalho de parto e o nascimento, os partos com maior sucesso dão-se quando os casais são flexíveis e abertos à sua própria viagem de trabalho de parto e nascimento. Já vi casais desiludidos após um lindo nascimento, por o trabalho de parto ter corrido de forma ligeiramente diferente da do seu plano de nascimento, enquanto outros casais se sentem extasiados com a sua experiência de parto, apesar de terem um nascimento complicado. Mentalize-se de que não pode controlar o que acontece quando está em trabalho de parto e que existem várias formas de se ter um parto maravilhoso.

Mito 2: Vou criar imediatamente uma ligação com o meu bebé.
A natureza tem uma forma maravilhosa de garantir que os pais fiquem emocionalmente ligados aos recém-nascidos. No entanto, os sentimentos de amor não são necessariamente imediatos e podem demorar algum tempo a surgir. As mães, que estão exaustas, com dores ou desiludidas depois de um trabalho de parto extenuante, precisam de tempo para recuperar. Enquanto algumas mães demonstram um afeto imediato pelo seu recém-nascido, outras necessitam de tempo para processarem as suas reações ao nascimento e para conhecerem o seu bebé. Se a experiência de parto for muito diferente das suas expectativas, não seja demasiado exigente consigo própria. Não se preocupe se não sentir imediatamente amor e um sentido de proteção do seu recém-nascido. Quando estiver preparada, esses sentimentos virão ao de cima.

Mito 3: A maternidade é intuitiva e natural.
Há quem tenha muita experiência com bebés e há quem não tenha nenhuma. As mulheres com uma vasta experiência pessoal a cuidar de de recém-nascidos sentir-se-ão, sem dúvida, mais à-vontade com o seu próprio bebé. Se não teve grandes oportunidades de tomar conta de um recém-nascido, deverá ganhar alguma prática. Passe algum tempo com uma amiga que tenha um recém-nascido ou pondere assistir a uma aula sobre como cuidar de recém-nascidos. Alguns hospitais ou enfermeiras pediátricas dão aulas de grupo ou privadas a pais estreantes. Nelas aprende-se a cuidar de um recém-nascido e também a reconhecer e a lidar com problemas comuns quando eles surgem.

Mito 4: Vou ter um bebé perfeito.
Todos queremos a criança perfeita que facilmente se acalmará ao nosso colo, que mamará sem qualquer problema e que dormirá a noite inteira. Apesar das nossas melhores intenções, não é fácil acalmar alguns bebés; alguns têm cólicas, outros desenvolvem alergias e a maioria não dorme toda a noite durante muitos meses. Tal como o parto, o papel de pai e mãe é imprevisível. Implica flexibilidade e um bom sentido de humor. O seu bebé parecer-lhe-á "perfeito" aos seus olhos.

Mito 5: Recuperarei imediatamente a minha boa forma.
Se demorou meses a ganhar o peso da gravidez, provavelmente levará o mesmo período de tempo a recuperar a sua forma física anterior à gravidez. Sempre que possível, inclua a prática de exercício físico na sua rotina diária e coma alimentos saudáveis e cheios de nutrientes para manter o seu nível de energia. Mas seja paciente. Perder os quilos a mais da gravidez leva o seu tempo.

Mito 6: Devia sentir-me sempre feliz e não admitir o enorme desafio que é a maternidade.
A maioria das mães sente alegria e realização mas a maternidade é um trabalho duro! Estará disponível 24 horas por dia para o seu novo membro da família, o que se torna esgotante. Se acrescentar as suas tarefas domésticas e os deveres profissionais, é provável que se sinta frequentemente sobrecarregada. Peça a uma amiga próxima ou a um familiar para a ajudar nas primeiras semanas ou contrate uma ajudante competente. Não tem de tratar de tudo sozinha.